Exportações brasileiras crescem 3,4% no primeiro trimestre de 2023, impulsionando superávit comercial

Balança comercial brasileira registra superávit de US$ 16,1 bilhões no primeiro trimestre de 2023

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou nesta segunda-feira, 3 de abril de 2023, os dados acumulados da balança comercial brasileira dos três primeiros meses do ano. Em comparação com o mesmo período de 2022, as exportações cresceram 3,4%, totalizando US$ 76,43 bilhões, enquanto as importações caíram 1,9%, totalizando US$ 60,36 bilhões. Como resultado, a balança comercial apresentou um superávit de US$ 16,1 bilhões, um aumento de 29,8%, e a corrente de comércio aumentou 1%, atingindo US$ 136,8 bilhões.

Os resultados do mês de março foram ainda mais expressivos, com as exportações aumentando 7,5% em relação ao mesmo período de 2022, totalizando US$ 33,1 bilhões, e as importações caindo 3,1%, totalizando US$ 22 bilhões. Isso resultou em um superávit de US$ 10,96 bilhões, com um aumento de 37,7% em relação a março de 2022, e uma corrente de comércio de US$ 55,16 bilhões, um aumento de 3,0% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

O mês de março de 2023 também bateu recordes na balança comercial brasileira, com o maior valor mensal exportado em toda a série histórica (US$ 33,1 bilhões), o maior valor mensal importado para março (US$ 22,1 bilhões), o maior superávit mensal (US$ 11,0 bilhões) e a maior corrente de comércio para março (US$ 55,2 bilhões).

Setores e produtos

Em março de 2023, os principais setores registraram crescimento nos embarques brasileiros para outros países: produtos da agropecuária cresceram 6,3%; a indústria extrativa cresceu 20,6%; e a indústria de transformação cresceu 1,6%. No acumulado de janeiro a março de 2023, em comparação com igual período do ano anterior, os resultados por setores foram os seguintes: crescimento de 2,4% em agropecuária, que somou US$ 17,0 bilhões; crescimento de 0,1% em indústria extrativa, que chegou a US$ 17,4 bilhões; e crescimento de 5,1% em indústria de transformação, que alcançou US$ 41,6 bilhões.

O crescimento nas exportações foi influenciado pelas vendas de produtos como arroz com casca, paddy ou em bruto (100,1%), milho não moído, exceto milho doce (220,3%), e sementes oleaginosas de girassol, gergelim, canola, algodão e outras (709,7%) no setor agropecuário.

Com a pandemia, a demanda por commodities agrícolas aumentou, resultando em preços elevados. No entanto, a tendência é que essa demanda diminua conforme a pandemia for controlada e as economias mundiais voltarem a operar normalmente. Além disso, há incertezas em relação às tensões comerciais entre grandes potências econômicas, como Estados Unidos e China, que podem impactar o comércio mundial.

Outro ponto importante a ser considerado é o impacto da desvalorização do real em relação ao dólar, que torna os produtos brasileiros mais competitivos no mercado internacional. No entanto, essa desvalorização também pode gerar aumento nos preços dos produtos importados, afetando a inflação interna e a economia como um todo.

O aumento nas exportações e a queda nas importações podem ser considerados indicadores positivos para a economia brasileira, uma vez que contribuem para o aumento do superávit comercial e a entrada de dólares no país. No entanto, é preciso avaliar com cuidado as causas dessas variações, bem como o impacto a longo prazo na economia e na sociedade como um todo.

Em resumo, os dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior do MDIC indicam um crescimento nas exportações e uma queda nas importações nos primeiros meses de 2023, resultando em um aumento no superávit comercial. No entanto, é preciso considerar diversos fatores que podem afetar esses resultados a longo prazo, como as incertezas no cenário internacional e a desvalorização do real.

admin

admin

0 0 votes
Avaliação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos comentários
0
Adoraria saber sua opinião, comente aqui ;)x