Exportações da China surpreendem com alta em março, mas analistas alertam para desafios futuros

Exportações da China têm alta inesperada, mas economistas alertam para fraqueza à frente

As exportações da China tiveram um aumento inesperado de 14,8% em março em relação ao mesmo período do ano anterior. A notícia interrompeu cinco meses consecutivos de quedas, mas economistas alertam que a melhora pode estar relacionada ao fato de fornecedores estarem recuperando encomendas atrasadas causadas pela pandemia do coronavírus em 2020.

Os analistas também observam que as perspectivas para a demanda global continuam fracas e que o salto nas exportações pode ser uma consequência da pressa dos exportadores em atender a uma carteira de pedidos afetada pela pandemia nos últimos meses. Zhiwei Zhang, economista-chefe da Pinpoint Asset Management, diz que “é improvável que o crescimento forte das exportações se sustente, dadas as fracas perspectivas macro globais”.

Enquanto isso, as importações caíram apenas 1,4%, contra uma previsão de queda de 5,0%, com economistas apontando uma aceleração na compra de produtos agrícolas, especialmente soja. Os aumentos nas importações de petróleo bruto, minério de ferro e soja no mês foram compensados por uma queda nas importações de cobre.

Embora o porta-voz da Administração Geral das Alfândegas, Lv Daliang, atribua a surpresa da alta das exportações à força na demanda por veículos elétricos, produtos solares e baterias de lítio, ele alerta que as condições podem piorar daqui para frente. “O ambiente externo ainda é grave e complicado no momento”, disse Lv a repórteres em Pequim na quinta-feira. “A demanda externa lenta e os fatores geopolíticos trarão maiores desafios para o desenvolvimento comercial da China”, acrescentou.

Portanto, embora haja um aumento inesperado nas exportações da China, os economistas alertam que a recuperação pode ser temporária e que as perspectivas para a demanda global continuam fracas. A pandemia ainda afeta o cenário global e os fatores geopolíticos podem trazer maiores desafios para o desenvolvimento comercial da China.

Fonte: Reuters

Alex Oliveira

Alex Oliveira

Formado em comércio exterior pela universidade cidade de São Paulo, apaixonado pelo comex e criador do Academy Comex, meu objetivo é poder transmitir a aqueles queiram conhecer mais sobre esse mundo do comércio exterior, sempre de uma forma prática e descontraída.
0 0 votes
Avaliação do artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos comentários
0
Adoraria saber sua opinião, comente aqui ;)x